Testemunhos


Com Jesus, em nossa casa

Testemunho da Olívia para estes dias que antecedem a Páscoa

 

Quem acompanhou no passado dia 27 a emissão do Vaticano, na bênção Urbi et Orbi certamente ficou, tal como eu, tocado pela imagem do Papa Francisco que caminhava praticamente sozinho, por isso lembrei-me de propor aqui em casa que vivamos esta semana Maior da vida da Igreja com Jesus. Em cada passo. No meio do nosso trabalho, do chamamento dos mais novos, dos jogos, da preparação das refeições, enquanto estendemos a roupa, enquanto arrumamos pela milésima vez os brinquedos espalhados pela casa.

Nunca antes nos foi exigido que vivêssemos esta Semana Santa isolados em casa. Neste momento e já com várias semanas sem podermos sair talvez nos sintamos desanimados ou cansados desta quarentena, se calhar – tal como nós – anseiam poder sair, ir à missa na igreja juntamente com a comunidade… mas isso não vai ser possível para já. E foi nesta longa quaresma que recebemos o convite de Jesus: É em tua casa que quero celebrar a Páscoa!”  Em minha casa? Nesta casa?

Sim, em minha casa. Como poderemos nós, família cristã do século XXI em isolamento viver com a intensidade esperada o Tríduo Pascal se estamos sempre a ser interrompidos na oração familiar? Se para rezarmos o terço fazemos cara feia por ter de interromper as tarefas? Se o nosso altar é pequeno, se há barulho constante e os níveis de concentração por vezes estão abaixo de zero? Ainda não sei bem ao pormenor, mas estamos a trabalhar nisso. Eis as ideias que reuni enquanto preparava este texto:

Vamos continuar a viver estes dias como Igreja doméstica, simples, pequena e cheia de fé. Aqui e agora, com os recursos que temos. Iremos intensificar o tempo de oração. No Domingo de Ramos contamos fazer uma pequena celebração em procissão desde a porta da entrada até ao Canto de Oração com os ramos (iremos usar os ramos do ano passado, embora secos estão benzidos) também se podem usar ramos artificiais para quem não tem jardim… e vamos ler as leituras a preceito! Não temos jeito para cantar, mas os Salmos destes dias são conhecidos e ao menos o refrão será cantado.

Na Quinta-feira Santa temos tanto para celebrar! Embora privados de receber o Pão Vivo, haveremos de viver os momentos da última ceia acompanhando Jesus enquanto nos deixa o grande mandamento do amor! Estamos capaz de fazer uma refeição ao jeito judeu, ainda não temos isso pensado! Neste dia recordaremos com especial carinho o nosso pároco (que tal enviarmos um vídeo ou fotografia da celebração ao pároco? Ou uma mensagem especial??)

 

Na Sexta feira como vem sendo hábito, não cozinhamos, comemos do que foi feito no dia anterior, comida simples para termos mais tempo de meditação no mistério da Paixão. As nossas “estações” da Via Sacra serão afixadas em várias paredes da casa e pelas 14.30h iremos seguindo e meditando cada uma, desta forma estaremos a recordar o momento em que Jesus morre na Cruz às três da tarde.

 

 

Quaresma 2020

 

O sábado será dia de silêncio, como já costumávamos fazer, evitaremos músicas, barulhos e excessos. Aproveitaremos este dia para recordar todos os que em silêncio interior sofrem com este vírus, todos os que lutam nos hospitais, todos os que não têm casa para se isolarem, recordaremos também todas as pessoas sós.

 

Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles. Mt. 18, 20

 

E em vossas casas? Por aqui A Teresa já fez o desafio, vamos a isso? Se puderem enviem as fotografias do vosso canto de oração e textos do vosso testemunho era realmente uma bonita partilha!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *