Consagração a Nossa Senhora

Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someonePrint this page

Nossa Senhora Auxiliadora, Mãe de Caná

Nossa Senhora Auxiliadora 2

Nas Bodas de Caná, Maria antecipou a hora de Jesus; mas antecipou também a sua hora como Aquela que intercede por nós junto de Deus. A Mãe de Caná é assim, nos Evangelhos, a imagem mais perfeita da Senhora Auxiliadora dos cristãos.

As Famílias de Caná nasceram no Santuário Nacional de Nossa Senhora Auxiliadora, em Mogofores, e têm na Mãe de Caná, venerada no Canto de Caná, à sombra desse mesmo Santuário, a sua Rainha.

Segundo a Tradição, nas Bodas de Caná Maria já se encontraria viúva.

A sua vida e a de Jesus, contudo, continuavam a refletir como um espelho todo o carinho, todo o cuidado, todo o amor de José, guardião da Sagrada Família. Desde o primeiro instante e durante toda a sua vida, o “sim” de Maria precisou do “sim” de José, e por isso, tanto um como o outro foram “servos do Senhor”. A José queremos também confiar as nossas famílias, como Deus Pai confiou a família de seu Filho Jesus.

Renovando diariamente a sua consagração a Maria, as Famílias de Caná imitam José, o primeiro consagrado a Nossa Senhora.

Como filhos que se entregam aos cuidados e à ternura da Mãe, antes disso terem sequer consciência, também os membros das Famílias de Caná se consagram sem necessidade de qualquer preparação prévia que não a confiança absoluta em Nossa Senhora e o amor incondicional por Ela.


Invocação

“Nossa Senhora Auxiliadora, Mãe de Caná,
ensina-nos a fazer tudo o que Jesus nos disser!”
Lúcia com terço

Consagração

“Nossa Senhora Auxiliadora, Mãe de Caná,
Consagramos-te hoje e sempre a nossa família.
Confiamos na tua intercessão de mãe,
Para que o vinho da fé, da esperança e do amor
Nunca acabe em nossa casa.
Faz de nós servos do Senhor, como tu e José teu esposo,
E ensina-nos a fazer tudo o que Jesus nos disser.
Ámen!”


Comments are closed