Palavra de Deus

Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someonePrint this page

Sara a ler a bíblia 2  DSC_6084

Em Caná, Maria disse aos serventes que fizessem tudo o que Jesus dissesse (cf. Jo 2, 5), apresentando assim Jesus como a Palavra de Deus feita carne (cf Jo 1, 14), que precisa de ser escutada e, depois, praticada. “A fé surge da pregação, e a pregação surge pela Palavra de Cristo” (Rm 10, 17), afirma S. Paulo. E o grande mandamento que Moisés dá aos pais crentes é este:

Trarás no teu coração todas as palavras que hoje te ordeno. Tu as repetirás muitas vezes a teus filhos e delas falarás quando estiveres sentado em casa ou andando pelos caminhos, quando te deitares ou te levantares. Hás de prendê-las á tua mão para servirem de sinal, e hás de escrevê-las no portão da tua casa. (Deut 6, 6-9)

No início da caminhada de fé de uma família está, portanto, a Palavra de Deus, que é o próprio Senhor Jesus, e que nos chega através da Bíblia e do Magistério da Igreja. Educar os filhos na fé é proclamar junto deles a Palavra de Deus, meditando nas leituras da missa diária, contando aos mais novos histórias da Bíblia, narrando a vida dos santos, ensinando o catecismo, meditando nos ensinamentos papais, com destaque para o papa que, no concreto de cada época, conduz a Igreja. As crianças crescem assim na atitude de discípulo, exemplificada pelo jovem Samuel: “Fala, Senhor, que o teu servo escuta.” (1 Sm 3, 9)

DSC01192

Porque a Palavra de Deus é o próprio Jesus Cristo, este tempo diário de proclamação e escuta da Palavra “centra-se no essencial, no que é mais belo, mais importante, mais atraente e, ao mesmo tempo, mais necessário” (Evangelii gaudium, nº 35), ou seja, “o amor salvífico de Deus manifestado em Jesus Cristo morto e ressuscitado.” (Evangelii gaudium, nº 36).

 

 

Comments are closed