Atividades de evangelização

atividadesevangelizacao@familiasdecana.pt

A Coroa e os Espinhos

Testemunho da Isabel Marantes:

Como lemos no ensinamento mensal da Teresa, a Quaresma está mesmo à porta e somos convidados a vivê-la de uma forma autêntica e profunda, sempre centrados em Cristo e não nos nossos sacrifícios ou nas nossas “boas ações” por si só. Gostei particularmente do facto da Teresa ter sugerido que também explicássemos isso às nossas crianças, nas atividades que fizermos com elas.

Assim, nós resolvemos nesta Quaresma tentar tornar esse conceito o mais prático possível, e fizemos uma coroa de espinhos para o nosso canto de oração. Esta ideia foi adaptada do site Catholic Icing (www.catholicicing.com), site que recomendo vivamente que visitem, não só na Quaresma, mas em todas as épocas litúrgicas, porque é um tesouro de criatividade!

Gostámos muito desta ideia, porque o que os nossos filhos “ganham” por cada “boa ação” ou sacrifício, é a oportunidade de tirar um espinho da coroa de Jesus. Desta forma, a atenção deles é de imediato posta em aliviar, em consolar Jesus.

E como fizemos, então, a nossa coroa? Muitos dos passos são semelhantes aos do site já referido, mas nós resolvemos fazer a nossa própria coroa com ramos de um arbusto que temos perto de nossa casa:

Depois de tirarmos a neve e limparmos os ramos, entrelaçámos os vários ramos uns nos outros, fizemos um círculo e seguramos as pontas com um fio grosso.

Para os espinhos, utilizámos palitos que foram “mergulhados” num prato com tinta guache castanha e água.

Depois de secos, os palitos foram colocados na coroa.

Colocámos, por fim, a coroa de espinhos no nosso canto de oração, sobre algumas tiras de feltro roxo.

Ter a coroa de espinhos no nosso canto de oração, para além de nos ajudar a centrarmo-nos em Jesus, ajuda-nos também a estarmos atentos à dor do nosso próximo e a termos sincera aversão a que as nossas atitudes possam, de alguma forma, ser “espinhos” que causam sofrimento aos outros.

Para além disso, ao olharmos para a coroa de espinhos de Jesus e ao contemplarmos tudo o que Ele sofreu por nós, apercebemo-nos que se calhar conseguimos suportar alguns “espinhos” nesta Quaresma: calarmo-nos, apesar daquele “espinho” injusto de resmunguice para connosco; conseguirmos ouvir atentamente e ajudar algum familiar ou alguma amiga, apesar do “espinho” do nosso cansaço…

O Miguel quis experimentar a coroa de espinhos depois de feita. Não ficou nada contente e disse: “Como é que depois de terem maltratado tanto Jesus, ainda Lhe colocaram uma coroa tão desconfortável na cabeça? Não consigo imaginar a dor de Jesus, mamã…”

“Pois não, Miguel, não conseguimos imaginar”- disse eu. “Mas a dor no coração de Jesus era ainda maior do que a sua dor física, porque nós rejeitamos o Seu Amor”…

Por baixo da nossa coroa de espinhos colocámos a frase de S. Paulo: “Put on the Lord Jesus Christ” (“Revesti-vos do Senhor Jesus Cristo”), Romanos 13:14.

Com este convite de S. Paulo a sermos outro Cristo, vamos então caminhar nesta Quaresma em família, com os olhos postos em Jesus…e em todo aquele que é meu próximo…

4 Comments

  1. Obrigada pela ideia, Isabel! Os meninos acabaram de apanhar os ramos para a coroa. Vamos começar agora mesmo 🙂
    Bjs a todos! Teresa Power

  2. Catarina Ramos Tomás

    Nós por cá, já tínhamos coroa (a hera é excelente para enrolar, pois é muito mole e sem a folha funciona muito bem) pois este ano é o símbolo que vai acompanhar a caminhada quaresmal da Paróquia. Fizemo-la no sábado. Os espinhos que agora acrescentámos com a vossa sugestão dão ao nosso símbolo movimento e significado. Muito obrigada!

  3. Helena Atalaia

    O canto de oração fiicou lindo! 💖

  4. Que ideia maravilhosa! Tirar um espinho a Jesus em vez de receber uma recompensa, temos mesmo de fazer cá em casa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *