Em Caná da Galileia...


O Santo Rei e o meu aniversário

Escrito pelo António, dez anos:

Olá,

Na nossa família, nós fizemos no dia de Todos os Santos de 2019 um jogo em que escrevíamos o nome de santos que queríamos e baralhavamos num saco. Depois retiravamos um papel cada um e calhava-nos um santo para todo o ano.

A mim calhou o Beato Carlos da Áustria.

No dia 11 de fevereiro eu fiz dez anos e, entre muitos presentes, recebi o livro do Beato Carlos da Áustria para crianças, O Santo Rei! Nesse mesmo dia, eu comecei a ler e acabei no dia seguinte. A história era grande, mas interessante e foi por isso que a li em tão pouco tempo.

Na história havia partes muito felizes, mas partes tristes, como por exemplo o exílio da família, ou a doença de Carlos.

Também havia lá muitas coincidências que eu gostei, por exemplo, Carlos e Zita casarem-se no dia de Santo António, o meu santo padroeiro. Gostei de uma parte do início, em que a cozinheira dizia: “Já nasceu, já nasceu o nosso rei!” E no fim, ela ouviu o anjo do Senhor a dizer-lhe: “Já nasceu, já nasceu!” E a cozinheira percebeu que ele já tinha nascido para o Reino dos Céus.

Há outra coincidência muito gira para as Famílias de Caná: quando Carlos foi exilado para a Madeira, era pobre e foi para uma casa que não estava preparada para o inverno. Então ele adoeceu. Por isso, no seu quarto construiu um Cantinho de Oração onde tinha missa todos os dias!

O prefácio do livro é também muito, muito bom porque foi D. Duarte de Bragança que escreveu.

Vale a pena ler esta história!

 

(Se o testemunho do António despertou a vossa curiosidade, visitem o nosso canal e escutem o ensinamento que fiz sobre este santo e a sua família: “Aí vem o Esposo!”. Também podem aceder aqui pelo site, em Da Nascente – Ensinamentos vídeo)

 

 

11 Comments

  1. PARABÉNS, António! Pelos teus 10 anitos, e por nos “brindares” com o teu primeiro texto, de uma tão bonita história. Vou procurá-la e oferecê-la à minha neta, no momento certo, dizendo-lhe que fui inspirada por ti com este excelente artigo! Ficamos à espera de mais. Bjhs

  2. Maria João Fernandes

    Muitos parabéns, António! Li o teu texto ao António cá de casa (8 anos). Ficámos ambos com vontade de conhecer mais sobre o Santo Rei. A propósito, Teresa: não consegui descobrir o video correspondente no ‘lugar’ que indica. Estar-me-á a escapar alguma coisa?

    Sou muito grata pelo vosso trabalho.

    Beijinhos,

    Maria João

    • Vou corrigir no post, tem toda a razão! O vídeo não se chama Carlos da Áustria, mas “Aí vem o Esposo!”, porque foi o ensinamento de Advento que fiz aqui no nosso retiro. Aproveitei a história de Carlos e Zita para ilustrar o tema. Bj!

  3. Sónia Caetano Santos

    Que interessante coicidência António, também tenho andado a pensar em Carlos da Áustria!! É realmente inesgotável a riqueza da sua vida! E ao longo da tua vida de cristão verás a quantidade de coisas felizes que se escondem nas vivências mais tristes da nossa vida! E a vida do rei Carlos é um deslumbrante exemplo disso!
    Muitos parabéns pelos teus 10 anos e que continues assim, a crescer em tamanho e graça!

  4. Gaspar Miranda Santos

    Olá António! O teu post está muito engraçado. Fiquei muito curioso para ler o livro sobre o Beato Carlos da Áustria e conhecer melhor a sua história.
    Parabéns!

  5. Olá António
    Adorei ler o teu post e fiquei com vontade ler o livro também. Muito parabéns!!

  6. Olá António!! Antes de mais, muitos parabéns!!! Não conhecia nada da vida do teu Santo. Realmente podemos aprender coisas tão bonitas quer dos sofrimentos, quer das alegrias que os Santos viveram! O meu santo deste ano é o Martinho de Porres, conheces?! Quem sabe se para o ano ele não te escolhe para seres seu amigo?! 😉 Depois também te posso contar umas coisas engraçadas sobre ele! 😀
    Olha, podias escrever mais sobre o Beato Carlos…aposto que quase ninguém o conhece! Que achas?!

  7. Catarina Silva

    Parabéns António!
    Obrigada por dares a conhecer o “teu Santo”. Eu não conhecia e fiquei com muita vontade de conhecer 🙂

  8. Isabel Marantes

    Querido António, que bom ler um texto teu aqui no site. Já estás tão crescido!
    Fiquei muito contente por saber de um bom livro sobre a vida de um santo. Acho que precisamos de bons livros adaptados para crianças sobre as vidas dos Santos, vidas que tão bem deixaram transparecer a luz de Deus.
    Quem sabe se um dia alguma talentosa Família de Caná pode realizar essa importante tarefa?
    Beijinhos para todos e um especial para ti de todos nós!

  9. olá António, não sabia que escrevias tão bem!

Responder a Lúcia Power Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *