Manualidades

manualidades@familiasdecana.pt

Celebrar o Sagrado Coração de Jesus e o Imaculado Coração de Maria na cozinha!

Ideia enviada pela Marisa Milhano, catequista

Jesus conheceu-nos e amou-nos, a todos e a cada um, durante a Sua vida, a Sua agonia e a Sua paixão, entregando-Se por cada um de nós: «O Filho de Deus amou-me e entregou-Se por mim» (Gl 2, 20). Amou-nos a todos com um coração humano. Por esse motivo, o Sagrado Coração de Jesus, trespassado pelos nossos pecados e para nossa salvação, «é considerado sinal e símbolo por excelência… daquele amor com que o divino Redentor ama sem cessar o eterno Pai e todos os homens» (Catecismo nº478)

 

Na próxima sexta-feira, dia 19 de Junho, a Igreja celebra a Solenidade do Sagrado Coração de Jesus, em que celebraremos o infinito amor de Jesus, que foi derramado e oferecido por cada um de nós na Cruz. No dia seguinte, sábado, celebraremos a Festa do Imaculado Coração de Maria – uma vez que é impossível separar o coração de Nossa Senhora do do seu amado Filho.

 

«Vinde a Mim, todos os que estais cansados e oprimidos, que Eu hei-de aliviar-vos. Tomai sobre vós o Meu jugo e aprendei de Mim, porque sou manso e humilde de coração e encontrareis descanso para o vosso espírito». (Mt 11,28-29)

 

Tradicionalmente, o Sagrado Coração de Jesus é representado usando certos elementos, que têm como propósito relembrar-nos de aspectos muito específicos do amor de Deus e do Deus de amor.

As chamas que brotam deste Coração devem relembrar-nos do amor apaixonado e abrasado que Jesus por cada um de nós, ao entregar-Se em sacrifício perfeito e eterno, capaz de nos reunir em plena comunhão de amor com Deus.

A coroa de espinhos que envolve este Coração serve para lembrar-nos da própria coroa de espinhos que Jesus, nosso Rei, usou no Calvário, como símbolo dos nossos pecados. Em algumas representações, esta coroa de espinhos provoca gotas de sangue (à semelhança do que os nossos pecados provocaram realmente no coração de Jesus), que nos deverão fazer relembrar das palavras do profeta Isaías “pelas Suas chagas fomos curados” (Is 53, 5). Com a Ressurreição, estas feridas tornaram-se gloriosas.

Os raios de luz que irradiam deste Coração devem lembrar-nos das palavras proferidas por Jesus: «Eu sou a luz do mundo. Quem Me segue não andará nas trevas, mas terá a luz da vida.» (Mt 8,12)

Por fim, temos uma cruz no cimo do coração, porque é exactamente por causa do coração de Jesus que o Seu sacrifício de amor na Cruz tem significado. Já o Salmista cantava: “O Senhor é misericordioso e compassivo, paciente e cheio de amor” (Sl 103, 8-10)

 

E que poderemos dizer acerca do Imaculado Coração de Maria?

Ao longo dos séculos, muitos artistas têm pintado a imagem de Nossa Senhora a apontar para o seu Coração, ou até com ele fora do seu corpo, para ser bem visível aos nossos olhos o tamanho e a intensidade do seu amor de Mãe.

Maria conservava todas estas coisas, ponderando-as no seu coração. (Lc 2,19)

A coroa de flores brancas que envolve o seu Coração deve lembrar-nos do momento da Anunciação do anjo Gabriel e da p

ureza de Maria, abundantemente presente desde o momento da sua Imaculada Conceição,

ou seja, sem qualquer pecado.

A espada que atravessa este Coração deve fazer lembrar-nos das palavras de Simeão na apresentação no templo: «uma espada trespassará a tua alma» (Lc 2,35), anunciando-lhe os sofrimentos por que iria passar ao aceitar ser a Mãe de Deus.

À semelhança de Jesus, também o Coração de Maria é representado com línguas de fogo: por um lado, para nos lembrar do poder da sua oração e intercessão junto de Deus, e por outro, para representar a sua união com Deus Espírito Santo.

Por fim, também o seu coração se encontra envolto em raios de luz, tal como o livro do Apocalipse nos declara: “Surgiu no céu um grande sinal: uma Mulher vestida de Sol” (Ap 12,1) e os Santos Pastorinhos nos confirmaram, ao testemunhar que viram “uma Senhora vestida de branco, mais brilhante que o sol”.

 

O ensinamento deste mês de Junho das Famílias de Caná fala-nos sobre a Eucaristia e a Comunhão, sobre a nossa necessidade de tocar, comer e estar fisicamente presente junto de Jesus Sacramentado … E assim, surgiu-me uma ideia: para celebrar estas 2 grandes festas, que tal reunir toda a família na cozinha e divertir-nos a fazer 2 pizzas com a forma de coração? Ao colocarmos cada ingrediente, podemos aproveitar para ir falando sobre como cada elemento – a coroa de espinhos, as chamas, a espada, a cruz … – nos lembra de formas concretas do amor de Deus.

Façamos como Maria, que “guardava todas estas coisas no seu coração” (Lc 2,51) e digamos como os discípulos de Emaús «Não nos ardia o coração, quando Ele nos falava?» (Lc 24,32)

 

Ora, toca a pôr as mãos na massa! 😉

Ingredientes necessários:

  • 2 bases de massa de pizza (eu encontrei-a à venda no Pingo Doce)
  • polpa de tomate
  • queijo ralado (1 ou 2 tipos diferentes)
  • chourição/rodelas de chouriço/paio/mortadela/presunto (ou até fiambre!) – para fazer o coração
  • cogumelos – para fazer a coroa de espinhos do coração de Jesus
  • azeitonas pretas – para fazer a espada e a cruz
  • ovos cozidos cortado às rodelas – para fazer as flores do coração de Maria
  • pimentos amarelos/laranjas/vermelhos – para fazer as chamas de cada coração

Como fazer – Sagrado Coração de Jesus:

Antes de ir ao forno, já com todos os ingredientes colocados

  1. Estender uma das base de massa da pizza e espalhar o molho de tomate
  2. Espalhar bem o queijo
  3. Aplicar as rodelas de chourição/chouriço/paio de forma a desenhar um coração grande
  4. Cortar e dispor os cogumelos no centro de forma a assemelhar-se a uma coroa de espinhos
  5. Cortar os pimentos às fatias e dispor de forma a assemelhar-se às chamas que saem do topo do coração
  6. Colocar as azeitonas pretas de forma a assemelhar-se a uma cruz no topo do coração
  7. Levar ao forno a 180 graus durante 20 minutos

Depois de ir ao forno

Como fazer – Imaculado Coração de Maria:

Antes de ir ao forno, já com todos os ingredientes colocados

  1. Estender a base de massa da pizza e espalhar o molho de tomate
  2. Espalhar o queijo a gosto
  3. Aplicar as rodelas de chourição/chouriço/paio de forma a desenhar um coração grande
  4. Cortar e dispor as rodelas de ovo cozido, bem no centro do coração, de forma a assemelhar-se a uma coroa
  5. Colocar as azeitonas pretas de forma a assemelhar-se a uma espada a atravessar o coração
  6. Cortar os pimentos às fatias e dispor de forma a assemelhar-se às chamas que saem do topo do coração
  7. Levar ao forno a 180 graus durante 20 minutos

Depois de ir ao forno

Caríssimos, amemo-nos uns aos outros, porque o amor vem de Deus, e todo aquele que ama nasceu de Deus e chega ao conhecimento de Deus. Aquele que não ama não chegou a conhecer a Deus, pois Deus é amor. E o amor de Deus manifestou-se desta forma no meio de nós: Deus enviou ao mundo o seu Filho Unigénito, para que, por Ele, tenhamos a vida.

É nisto que está o amor: não fomos nós que amámos a Deus, mas foi Ele mesmo que nos amou e enviou o seu Filho como vítima de expiação pelos nossos pecados. Caríssimos, se Deus nos amou assim, também nós devemos amar-nos uns aos outros. (1 Jo 4,7-11)

Depois partilhem connosco as fotos das vossas pizzas feitas em família 😉

6 Comments

  1. Pilar Pereira

    Que giro e que aspeto delicioso!

  2. Que partilha fantástica!! Muito obrigada!! Vamos fazer!! 🙂

  3. Isabel Marantes

    Hummm, Marisa, só de ver já me abre o apetite! Os teus posts são sempre muito criativos e uma grande ajuda cá para casa.
    Bem-hajas!
    Isabel

  4. Obrigada, Marisa! As nossas pizzas (quatro, como costume 🙂 ficaram deliciosas e belíssimas! E sim, conversámos sobre Jesus que nos dá em alimento o Seu próprio Coração! Que grande ideia partilhaste connosco. Bem hajas!

  5. Catarina Ramos Tomás

    Obrigada Marisa, pelas belíssimas sugestões. Nós por cá demos largas à imaginação e à farinha…
    E porque hoje celebramos o primeiro aniversário do Filipe sacrário ( 1 ano da sua primeira comunhão) fizemos uma pizza doce.
    Base de pizza, muita Nutella e com banana desenhamos o cálice e a ostia.
    Até se lamberam dedos…

  6. Marisa, muito obrigada por esta partilha maravilhosa/deliciosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *