Atividades de evangelização

atividadesevangelizacao@familiasdecana.pt

Celebrar a Festa da Divina Misericórdia com jogos

Partilha da Marisa Milhano, catequista

 

Há diversos meses que aguardava a chegada deste Domingo, o Domingo da Divina Misericórdia, para poder partilhar convosco a nossa festa de Catequese no início do ano 2019-2020. Tinha pensado em partilhar convosco estas actividades para que pudessem pôr em prática também nas vossas comunidades e grupos de catequese … Nunca teria imaginado que partilharia estas actividades no actual contexto em que nos encontramos …

Mas Jesus disse-nos: Eis que faço novas todas as coisas, eis que renovo todas as coisas (Ap 21,5). Assim, penso que as actividades descritas sejam facilmente adaptáveis a uma festa em família – sim, mesmo que sejam apenas 3 ou 4 em casa! 

 

A nossa festa de início de ano de catequese realizou-se no dia 5 de Outubro de 2019 – dia de Santa Faustina! E, dado ser nesse dia, o tema que escolhemos para a nossa festa de acolhimento às crianças e ao jovens da nossa paróquia foi exactamente a Divina Misericórdia.

Assim, inspiramo-nos nas 7 obras corporais e espirituais de Misericórdia que a Igreja nos convida a realizar (diariamente!) e demos asas à nossa imaginação!

Estávamos à espera de receber +100 crianças e jovens, que dividimos por 7 grupos (todas as idades misturadas), dando à entrada do descampado onde realizámos a nossa festa, à frente da nossa paróquia, uma etiqueta colorida (havia 7 cores diferentes) onde colocámos o nome de cada criança ou jovem. Depois cada grupo era constituído pelos elementos que tinham a mesma cor.

Criámos então um circuito com 7 estações, cada uma delas associada a 1 obra corporal e a 1 obra espiritual de Misericórdia, pelas quais os grupos iam rodando, ao som dum apito.

 

Estação 1

 

Obra corporal: Dar de comer a quem tem fome    

Obra espiritual: Dar bom conselho

Jogo: uma pessoa tem os olhos vendados e tenta dar de comer/acertar na boca do outro elemento que está à sua frente, usando uma colher com algo doce, como um marshmallow.

Uma terceira pessoa tenta ajudar, dando indicações e conselhos – mais para cima! mais para baixo! esquerda, esquerda! agora para a direita!

 

Estação 2

Obra corporal: Dar de beber a quem tem sede

Obra espiritual: Ensinar os ignorantes

Jogo: cada par recebia 1 esparguete e 1 lata vazia (p.ex. de coca-cola ou de sumo). Colocava-se a lata presa pela anilha no esparguete e cada par deveria transportar essa lata através dum pequeno percurso, segurando apenas com a boca (sem mãos!) em cada lado do esparguete.

Se o esparguete se partisse, tinham de começar do início do percurso 😉 Foi muito engraçado ver como se apoiavam e se ensinavam mutuamente.

 

Estação 3

Obra corporal: Vestir os nus

Obra espiritual: Corrigir os que erram

Jogo: cada grupo era dividido em 2 filas, uns atrás dos outros. Vestíamos o 1º elemento com uma t-shirt XXL e ao som do apito, ela tinha de ser despida e passada ao elemento seguinte, o qual se encontrava de mãos e braços entrelaçados com esse 1º elemento. Quem realizava a tarefa de despir, transferir e vestir era um 3º elemento – e a tshirt tinha de ficar bem vestidinha antes de ser passada novamente 😉

 

Estação 4

Obra corporal: Dar pousada aos peregrinos

Obra espiritual: Consolar os tristes

Jogo: Cortámos pacotes de leite e de sumo ao meio (mas também se pode usar rolos de papel da cozinha), para construirmos diversas “telhas” (como as telhas das casas). Cada grupo tinha então de garantir o transporte duma bolinha de ping-pong (tinham de formar uma espécie de escorrega), através dum pequeno percurso, até alcançar um balde. Ao longo desse percurso, quem tinha a”última telha” tinha de correr e ir para a frente da fila, e assim sucessivamente, de forma a garantir a contínua passagem da bolinha, sem a deixar cair 😉 Oh, a alegria ao chegar ao fim!

 

Estação 5

Obra corporal: Assistir os doentes

Obra espiritual: Perdoar as injúrias e ofensas

Jogo: Colocámos uma tirinha de papel com uma mensagem positiva/passagem bíblica incentivadora, assim como alguns rebuçados, dentro de balões. Cada par, tinha de encher o balão de ar, atá-lo e depois rebentá-lo em conjunto (significando o perdão mútuo). Tanto os rebuçados como a tirinha de papel com a mensagem tinham de ser entregues a alguém que estivesse doente ou mais sozinho, durante a semana seguinte 🙂

 

Estação 6

Obra corporal: Visitar os presos

Obra espiritual: Sofrer com paciência as fraquezas do próximo

Jogo: Dividimos os meninos em 2 filas. Cada elemento tinha de transportar, ao longo dum percurso, um balão entre os joelhos e colocá-lo num balde. Depois tinha de ir a correr devolver a bola ao elemento seguinte, no início do percurso. O balde de cada equipa era guardado por 1 dos elementos, que estava “preso” e que só podia voltar para o grupo quando todos tivessem feito o percurso. Além disso, era preciso ter muita paciência quando o vento ou o riso faziam o balão escorregar e ter de começar o percurso do início 😉

 

Estação 7

Obra corporal: Enterrar os mortos

Obra espiritual: Rogar a Deus pelos vivos e pelos mortos

Jogo: numa fila de mesas colocámos materiais para fazermos uma dezena do Terço. Utilizámos materiais facilmente maleáveis – como ‘paus de cachimbo’ fofinhos e coloridos – e missangas. Iamos colocando as 10 missangas e no final dobrávamos o pau que restava na forma duma cruz (significando o vestir dos mortos). Enquanto fazíamos este trabalho, íamos rezando em conjunto por todos os nossos entes queridos, tanto os que viviam como os que já tinham morrido 🙂

 

Todos estes jogos parecem-me perfeitamente adaptáveis e realizáveis em contexto familiar, não acham? 🙂  Não houve nenhuma estação que não tivesse direito a gargalhadas e alegria!

No final, oferecemos a cada criança e jovem uma pagela, com as orações para podermos rezar juntos o Terço da Divina Misericórdia, como Jesus pediu a Santa Faustina – podem fazer o download e imprimir (frente e verso) aqui.

Depois contem-nos como correu nas vossas casas! 🙂

5 Comments

  1. Fantásticas ideias, que vou usar com toda a certeza. Muito obrigado Marisa!

  2. Muito obrigada Marisa por esta fantástica partilha…👍❤️

  3. Paula Almeida

    Adorei! Excelentes ideias.
    Obrigada
    Paula Almeida

  4. Espectacular!! Muito obrigada pela partilha! 🙂

  5. Também achei que todas as atividades foram muito bem pensadas! Deve ter sido muito divertido, realmente! 🙂

Responder a Natália Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *