Domingo de Pentecostes

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras da missa do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga À ESPERA DO FOGO Pentecostes. Estamos há cinquenta dias à espera deste Fogo, que desce sobre nós como desceu sobre os Apóstolos e Maria reunidos. Sem Ele, não há Igreja, não há santidade, não há Vida. E porque Maria é a imagem mais perfeita da Igreja que acolhe o Espírito e se deixa encher de graça, amanhã invocá-la-emos como Mãe da Igreja. “Na tarde daquele dia, o primeiro…” O Evangelho de João transporta-nos, como o Génesis, para o início. Na(…)

Ler mais

Sem que eu perceba como…

Testemunho da Catarina Silva: Muitos Parabéns Querida Teresa! Que Deus a abençoe! Que Deus abençoe a sua linda família! Pensei muito se havia de lhe enviar este mail, aceitando assim o desafio da Isabel. Decidi fazê-lo, porque apesar de não ter feito o compromisso, desde que conheci o vosso testemunho familiar a minha vivência cristã mudou por completo. O facto de sentir que a condição da minha família é bastante diferente da generalidade das Famílias de Caná, faz-me muitas vezes sentir que é impossível “transformar” a minha família numa verdadeira Família de Caná e isso por vezes deixa-me muito triste…(…)

Ler mais

Solenidade da Ascensão, ano C

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga O NOSSO CORAÇÃO JÁ VIVE NO CÉU Quarenta dias depois de ressuscitar, Jesus subiu aos Céus. O salmo diz que foi “ao som da trombeta”. Será? Certamente que esta “trombeta” tocava muito pianinho! É que poucos se deram conta do que estava a acontecer. E hoje? Viveremos nós a alegria profunda desta especialíssima solenidade? Lucas termina o Evangelho e começa os Atos com a narrativa da Ascensão de Jesus. Este é, portanto, o ponto de viragem entre a missão de Jesus e(…)

Ler mais

Domingo VI de Páscoa, ano C

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras da missa do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga OBEDIÊNCIA E PAZ ANDAM JUNTAS A paz surge, nos evangelhos pascais, como o dom maior, concedido por Jesus ressuscitado. Quem acolhe o Senhor, vive em paz  e constrói a paz com os irmãos. Foi num ambiente assim, de paz divina, que a Igreja discutiu pela primeira vez, no Concílio de Jerusalém que os Atos nos narram. “Meu Pai o amará…” “A Palavra que ouvis não é minha, mas do Pai que Me enviou…” “O Pai enviará o Espírito Santo em(…)

Ler mais

Domingo V de Páscoa, ano C

Reflexão semanal, escrita pela Teresa, sobre as leituras da missa do domingo seguinte, publicada no jornal diocesano Correio do Vouga QUAL O INGREDIENTE? As leituras destes dias pascais lançam-nos nos tempos que hoje vivemos, entre o “já” da ressurreição e o “ainda não” da felicidade eterna, entre a omnipresença de Jesus na nossa vida e a sua aparente ausência de tantos momentos. “Quando Judas saiu do Cenáculo…” O Evangelho começa com esta triste introdução. O desenvolvimento natural, que esperaríamos de um qualquer outro evento dramático que se iniciasse com uma traição, seria algo como “Jesus entristeceu-se”, ou “o medo instalou-se”.(…)

Ler mais